terça-feira, 31 de julho de 2012

O Mito da Bala de Prata

Não é raro, quando estamos conversando sobre gestão, tecnologia e  afins que alguém cite alguma coisa que leu de um livro desses sobre gestão com uma certa cara de auto ajuda. Não que eu tenha algo contra as pessoas lerem sobre o tema em que trabalham, ao contrário, considero isso fundamental. Mas, algumas pessoas compram a idéia  vendida por alguns livros como uma bala de prata que vai garantir o seu sucesso.

Se existe algo que não é garantido é o sucesso. Não existe formula garantida para se chegar ao topo e mesmo que houvesse ela certamente não estaria num livro, ainda mais um vendido para um milhão de pessoas pelo mais óbvio dos motivos: um milhão de pessoas não podem estar no topo ao mesmo tempo.

Talvez, caso algo no livro realmente o livro seja realmente revolucionário, conhecer isso não vai garantir o seu sucesso, não conhecer é que talvez, garanta o seu fracasso. Tal qual a evolução dos carros de corrida de Formula 1 toda grande sacada que fez com que alguma bandeira conseguisse ficar na frente por algumas corridas vai naturalmente sendo descoberta e copiada pelas demais. Até o momento que aquele elemento deixou de ser um diferencial ele se tornou essencial. Algum tempo depois acabou se tornando ultrapassado.

Muitos dos livros tentam vender essa idéia absurda de que existe o caminho garantido para o sucesso seguindo os 10 passos do empreendedor, compreendendo os 21 segredos do Steve Jobs, falando as 10 palavras developers do Steve Ballmer, ou mantendo o mesmo 1 olhar como Steve Seagal. Então, para tentar entrar na onda, eu vou listar as 5 más notícias irrefutáveis de Thiago Mata:

  • Você sempre tem empresas concorrentes. Se você não conseguiu ainda descobrir, tenho um segredinho fácil: Veja com o que seus clientes (potenciais ou reais) estão gastando o dinheiro.
  • Seus concorrentes aprendem. O seu diferencial se tornará menos diferencial com o passar do tempo. Para se manter na corrida você precisará estar conseguindo se destacar novamente, sempre. Os seus concorrentes vão notar o mercado que você tomou deles e vão fazer o possível para compreender qual é o seu diferencial, incorpora-lo e aperfeiçoa-lo.
  • Seus clientes mudam. O que seu cliente gosta hoje pode não gostar amanha. O que é suficiente para ele hoje não será amanha. Se seus produtos não se adaptarem vão se tornar uma lembrança do passado. As necessidades mudam, a economia muda, tudo muda e nada é garantido.
  • Não existe "pé de dinheiro". Não existe um investimento, um truque, um método qualquer que gere retorno garantido por período indeterminado. Seja investindo em imóveis, comprando ações, ouro, títulos do tesouro, capital de risco, etc. todo o poço tem seu fundo. Todo investimento tem seu risco e sim tudo pode dar errado mesmo que você tenha seguido a risca a cartilha.
  • A idéia que pode mudar o seu mundo, ainda está por vir. Quando lemos a sacada genial que fez com que uma empresa se tornasse um referencial de sucesso, essa sacada já era. Ela já caiu no popular e não é mais um diferencial. Para a sua empresa conseguir se tornar o próximo referencial de sucesso cabe a você ter a próxima grande sacada. Caso bem sucedido, os livros vão estar falando sobre a sua sacada no futuro. Claro que estudar os sucessos e fracassos do passado podem te auxiliar, mas a responsabilidade de ter essa sacada é somente sua, não vai estar escrita em nenhum livro - ou blog.
Então, assim que você terminar de ler aquele livro que te garante que é bem fácil criar a empresa mais bem sucedida do mundo, repita esses itens até voltar a realidade. Lembre-se de que todos esses grandes sucessos e fracassos do passado preparam o mundo para você e agora é a sua vez de jogar. Boa sorte!

Nenhum comentário: